Prezados amigos,

 Essa mensagem é dedicada a todos que estão correndo atrás de seus sonhos. E estudar para concurso público é basicamente isso correr atrás de um sonho. Um sonho que muitas vezes parece distante e incerto. Estudar para concurso público é apostar em algo que não é palpável, é sobretudo acreditar em si mesmo diante do incerto, do imponderável e até mesmo do injusto.

É preciso acreditar!

É preciso ter fé!

Ora, a fé não é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem? (Hebreus 11). E estudar para concurso não é exatamente isso? Acreditar em algo que se espera e não se vê?

Acreditar em si mesmo, porém, não significa que você não passará por momentos de dificuldade, que não hesitará. Ou você vai me dizer que nunca teve dúvidas? Que nunca pensou em desistir? Que nunca se sentiu pressionado, angustiado? Que nunca duvidou que poderia ter êxito? Que tanto esforço poderia não ser recompensado?

 Pois bem.

 Saiba que esses pensamentos são negativos e devem ser evitados.

Mas é necessários que você saiba sobretudo que isso faz parte do processo. As angústias e as inquietações fazem parte da vida e é preciso saber viver com elas.

Vou contar a vocês algo que aconteceu comigo, Não a história de uma grande conquista, de um sucesso. Mas sim o relato de um grande fracasso.

Sempre fiz provas de concurso, mesmo antes de formado, mesmo antes de estar “preparado”. O medo da reprovação nunca me abalou. Mas um momento muito complicado aconteceu quando eu trabalhava umas 10 horas por dia e estudava ao mesmo tempo. Já estava formado e precisava trabalhar, pagar as contas.

Foram tempos difíceis (estudar e trabalhar ao mesmo tempo não é fácil..).

Eu nunca desejei tanto ser aprovado em um concurso público como naquele momento. Eu me lembro que trabalhava durante a semana, estudava a noite e fazia um curso preparatório aos sábados. Não foi fácil!

Nessa época, eu fiz uma prova em que tinha a certeza de que havia sido aprovado. Eu estava estudando bastante e tinha ido bem, muito bem. Era a chance de realizar meu (s) sonho (s)!

Mas não aconteceu. Fui reprovado!

Infelizmente, as coisas não acontecem quando e como queremos… Fui reprovado em um determinado grupo, embora minha nota total no concurso me colocasse entre os primeiros colocados. Fiquei revoltado. Desanimado. Pensei em desistir.

Mas, e aí? O que fazer? Chorar, gritar, entrar em desespero?

Na verdade, é nesse momento de desânimo que precisamos dar a volta por cima.

É normal que você tenha dúvidas profundas e momentos de crise. Faz parte do processo! Mas o fundamental é dissipá-las e seguir em frente! Essa será a diferença entre o sucesso e o fracasso! Só assim você vai adquirir experiência. Aliás, a experiência é o nome que damos aos nossos erros (Oscar Wilde).

Ah, só mais uma coisa, de acordo com Proust, os momentos de dificuldades são aqueles que nos oferecem as maiores possibilidades de aprendizado na vida… Eu aprendi bastante com eles… e você?

 Então, boa sorte a todos, e sempre em frente!

A propósito, depois desse evento continuei estudando (ainda mais) e fui aprovado em vários concursos, inclusive no concurso para juiz federal, em 1º lugar!

Comments (4)

  1. Excelente post, Érico! Mesmo! Parabéns.

  2. Prof. Érico Teixeira, sua história de vida é um estímulo a todos que almejam um lugar de destaque em sua áreas de atuação. Parabéns por todo sucesso que o senhor hoje desfruta, resultado de muito trabalho, dedicação e estudo. Seu amor ao magistério é algo impressionante. Um forte abraço, e nos vemos no topo!

  3. Obrigado pelo incentivo, professor!!! Adoro suas aulas!!!

  4. Um excelente exemplo professor! Adquirir experiência é importante, mas não é fácil! Obrigada pelo estímulo!

Comments are closed.

error: Conteúdo protegido contra cópias