Motivação? O que fazer quando eu quero desistir?

Todos nós temos nossos sonhos e objetivos, mas nem sempre é fácil conquistá-los.

É muito comum nos depararmos com pessoas que começam determinadas tarefas bastante motivadas, mas que, ao longo do trajeto, vão perdendo o ânimo, a força, para seguir em frente.

Na verdade, quando planejamos, geralmente somos muito mais ousados e otimistas quanto à nossa capacidade de realização do que quando vamos adotar as ações necessárias para atingir os objetivos traçados.

Pois bem. Se em algum momento você se deparou com dificuldades durante a sua preparação, saiba que você não está sozinho. Diversas pessoas que obtiveram sucesso e já trilharam o caminho pelo qual você segue hoje passaram por problemas similares.

A diferença entre alcançar um determinado objetivo (ou não) reside muito mais na forma como se lida com as dificuldades, que certamente aparecerão, do que com a existência delas, pois, em maior ou menor grau, elas sempre existem.

As pessoas que completam o percurso são aquelas que muitas vezes sentiram a mesma angústia, a mesma dor, os mesmos momentos de desconfiança pelos quais muitos (talvez até você) passam hoje, mas que, de alguma forma, conservaram a habilidade de fazer algo mesmo quando não era fácil, mesmo quando o desânimo impelia a parar, mesmo quando o mais prudente parecia ser desistir. Aí está a grande diferença. Seguir em frente, quando momentaneamente se quer parar. Continuar, quando momentaneamente se quer desistir. Uns param. Outros, não. Uns desistem. Outros, não! E a diferença reside em dois pontos fundamentais: ACREDITAR e ter MOTIVAÇÃO. ACREDITAR significa pressupor que é possível (SEMPRE). TER MOTIVAÇÃO significa ter motivos para agir, ou seja, ter motivos que te levem a adotar as ações necessárias para seguir em frente.

Investigar a sua MOTIVAÇÃO significa buscar os motivos que te levam a querer algo, e, mais do que isso, que te levam a adotar as medidas necessárias para que esse querer se torne realidade. Engana-se quem pensa que acordar motivado é acordar animado, alegre ou sorrindo todo dia, com vontade de assistir aulas ou de estudar toda a matéria do edital. Ter motivação é ter forças para agir, em qualquer circunstância, favorável ou não. Ter motivação é ter motivos que te fazem agir por mais obstáculos e barreiras que possam existir.

Para os momentos de dificuldade, é interessante que se elabore uma lista com os motivos para a ação. Esses motivos são as razões que te levam a querer algo.

 Por que quero ser aprovado em um concurso, por exemplo? Por que vou investir tempo, energia e dinheiro nisso?

Embora tais perguntas sejam simples, as respostas são as mais variadas possíveis.

São vários os motivos que levam uma pessoa a buscar a aprovação em concursos públicos, dentre eles: vocação, estabilidade, proporcionar um futuro melhor para a família, ajudar a transformar a sociedade, status, reconhecimento profissional, retorno financeiro, realização de projetos pessoais (fazer um mestrado, doutorado, outra faculdade), enfim, há diversos motivos que impulsionam as pessoas a enfrentar a trabalhosa empreitada rumo à aprovação em concursos públicos.

Sempre que houver dificuldade ou desânimo, é imprescindível que esse querer algo seja maior do que o não querer, que a vontade de seguir seja maior do que a vontade de desistir ou simplesmente de procrastinar, de não fazer o que deve ser feito.

Aqui, a criação de lembretes constantes dos motivos que te levam à ação pode ser importante para ajudar a espantar o desânimo. Pode ser a elaboração de uma lista com os principais motivos que te fazem agir, fotos de pessoas queridas, reportagens sobre a carreira e o cargo, foto de um objetivo que você pretende alcançar depois de aprovado, enfim, tudo e qualquer coisa (e isso é muito pessoal), que possa te impelir a seguir em frente. Ter ao alcance das mãos esse memorial certamente vai servir de importante suporte para todos os momentos, principalmente para os momentos de dificuldade.

Quer desistir? Consulte os motivos que te levam a agir. Se eles foram suficientemente fortes diante da magnitude da empreitada, eles certamente te levarão adiante, ainda que contra todas as probabilidades, ainda que contra tudo e contra todos.

Desistir? Jamais!

(ou, pelo menos, não enquanto os motivos para agir forem maiores do que os motivos para desistir).

error: Conteúdo protegido contra cópias